lostworld


 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin
Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Últimos assuntos
» taverna do ponei saltitante entrem divirta-se/falem combinem mas não esqueçam de postar
Qui Set 10, 2009 2:28 pm por Kirah

» Thril, o Anão
Sex Out 24, 2008 1:26 am por Thril

» DUCK, DUCK, DUCK... GOSSED!!
Qua Out 15, 2008 6:04 pm por Lara Willians

» Salada - Mista
Seg Out 13, 2008 11:49 pm por Josh McDowell

» Feliz aniversário
Dom Out 12, 2008 7:54 pm por Anne Linderman

» Salva ou Afoga
Qui Out 09, 2008 6:22 am por Manad

» Josh McBride-Cavaleiro/Cowboy
Sab Out 04, 2008 9:25 am por Josh McBride

» Tioooo tiaaaaaaa faz um conjunto pra mim??
Sab Out 04, 2008 7:50 am por Josh McBride

» Lara Willians - Professora PHD
Qua Out 01, 2008 7:02 pm por Lara Willians

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Fórum
Parceiros

Compartilhe | 
 

 Locais em Endor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:33 am

Bom jogaremos com o board do Senhor dos Anéis portanto as localidades são as mesmas fique atento...
PRINCIPAIS REGIÕES DE ENDOR NA QUARTA ERA

G O N D O R




O maior de todos os reinos dos homens na Terra Média, Gondor sobreviveu a mais de três milênios de ataques, invasões, pestes, quebra de sucessão e guerra civil. Apesar de tudo isso, os gondorianos jamais titubearam em sua oposição a Sauron ou em sua dedicação às tradições númenorianas, herdadas de Elendil e seus filhos.


Gondor é uma terra agradável, de clima quente, chuvas estacionais abundantes e campos ricos. As terras do delta, perto da foz do Anduin, estão entre as terras cultiváveis mais ricas da Terra Média. A pesca tem um grande papel na economia e, no passado, o comércio com terras estrangeiras foi responsável por grande parte da lendária riqueza de Gondor. Sua cidades, fortalezas e pontes seguem o estilo númenoriano clássico de imensos blocos sobrepostos sem argamassa, que deslumbra igualmente homens, anões e elfos.

Com a chegada da Quarta Era, Gondor experimenta um grande renascimento em todos os níveis: cultural, político, militar e artístico. A restauração da monarquia está revitalizando as tradições que haviam se tornado apenas costumes. Os dons diplomáticos, a experiência militar e os vínculos pessoais do Rei Elessar e de sua Rainha estão levando à renovação de antigas alianças, à conquista de novos territórios e a trocas mutuamente vantajosas com a maioria dos povos da Terra Média ocidental. Gondor não apenas está readquirindo as terras que havia perdido para o Leste e para o Sul, mas também está restaurando o reino irmão de Arnor, no Norte.
Governo
Rei de Gondor, Alto Rei da Terra Média:
Aragorn Elessar


Língua
Westron. A maioria dos dúnedain e seus descendentes falam também sindarin e adûnaico.

Clima
Inverno moderado, verão quente e seco.

MINAS TIRITH

A maior cidade da Terra Média atual, e capital de Gondor, Minas Tirith é uma das contruções mais esplêndidas da Terra Média. Suas sete muralhas de pedra encerram magníficos marcos, como os Fanos - local onde descansam os reis do passado, a Árvore Branca, os arquivos e a casa das tradições de Gondor e, é claro, a Casa Real, morada de Elessar. Atualmente, a cidade está sendo restaurada, com auxílio de muitos aliados de outras raças. Artífices anões auxiliam na reconstrução dos portões da cidade, enquanto elfos da Floresta empregam sua habilidade para recuperar parques e jardins.

População
Humanos (Dúnedain e Homens Médios), principalmente. Também alguns elfos silvestres e anões, que estão ajudando a reconstruir a cidade.


ITHILIEN

Com o término da Guerra, a região entre o Anduin e Mordor está tornando-se mais uma vez uma terra verde e prolífera. No passado considerada a mais bela região de Gondor, Ithilien pouco a pouco transforma-se novamente na terra que um dia foi, com bosques agradáveis, prados floridos, belas cachoeiras e riachos. A única área de Ithilien que permanece desolada é o Vale Morgul. O acesso às ruínas é proibido a todos, a a fim de evitar que algo perturbe ou desperte o mal que ainda pode se esconder naquele lugar. Apesar do Inimigo ter sido derrotado, os governantes ainda mantém forte vigilância nas fronteiras, empregando muitos dos Guardiões que estiveram sob seu comando durante a Guerra.
Governo
Príncipe de Ithilien:

Princesa de Ithilien:


População
Humanos (Dúnedain e Homens Médios), principalmente. Ithilien é também o lar atual de Legolas e Gimli, bem como de alguns elfos silvestres e anões levados por eles para lá.



DOL AMROTH

Localizada num promontório do litoral oeste de Gondor, Dol Amroth é uma terra de marinheiros e pescadores, mas também de valorosos guerreiros. Liderados pelo Prícipe Imrahil, os cavaleiros de Dol Amroth foram em auxílio de Minas Tirith durante a Guerra, lutando bravamente. Pátria de uma casa de príncipes - a mais elevada linhagem númenoriana no Sul, depois dos próprios Regentes, Dol Amroth fica próximo ao Porto dos Elfos de Edhellond. Dali, navios élficos deixavam a Terra Média para procurar pela Estrada Ininterrupta para Casadelfos. Do topo da bela torre de Dol Amroth, tanto homens quanto os elfos são capazes de ver muito longe, por sobre as ondas.
Governo
Príncipe de Dol Amroth:
Imrahil


População
Humanos (Dúnedain e Homens Médios), principalmente. A maioria da população de Dol Amroth possui cabelos escuros.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:38 am

R O H A N



Rohan é uma terra vasta, de grandes planícies cobertas de relva e colinas baixas e onduladas, ideais para a criação de cavalos, para o pastoreio e as lavouras. Em direção ao leste, o solo se torna alagadiço, com extensos campos de juncos e caniços ao longo das margens do Grande Rio. A oeste, o solo se eleva transformando-se em colinas cobertas de urzes. Ao norte e ao sul, ficam as florestas Fangorn e Drúadan, respectivamente, ambas tradicionalmente evitadas pelos rohirrim.

Os cavaleiros também fogem das cidades, preferindo viver em quintas e fazendas esparsas. O único povoamento importante é a cidade real de Edoras, onde está localizado Medulseld, o grande palácio do rei, e os túmulos da realeza. Outros locais importantes são o Forte da Trombeta no Abismo de Helm - uma poderosa fortaleza construída nos velhos tempos pelos gondorianos, e que atualmente está sendo restaurada pelo rei Éomer - e o Templo da Colina, um refúgio criado pelos hoje desaparecidos habitantes pré-númenoriados das Montanhas Brancas, que também fizeram os homens-púkel e as Sendas dos Mortos.

Após sua coroação como Alto Rei da Terra Média, Aragorn Elessar concedeu autonomia a Rohan, tornado-a um reino independente. O rei Éomer Éadig mantem uma grande amizade com o rei Elessar, e atualmente empenha-se em ajudá-lo a expurgar a Terra Média dos orcs e outras criaturas vis remanescentes da Guerra.
Governo
Rei de Rohan:
Éomer Éadig
Rainha de Rohan:
Lothíriel
Primeiro Marechal:
Éothain
Segundo Marechal:
Erkenbrand
Terceiro Marechal:
Elfhelm


População
Humanos (Homens Médios); em sua maioria com cabelos louros e constituição robusta.
Línguas
Rohirrico e westron.

Clima
Inverno moderado, verão quente

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:41 am

O C O N D A D O



O Condado, lar da maioria dos hobbits da Terra Média, é uma terra agradável e pacífica, com cerca de 4700 quilômetros quadrados. Dividida em quatro Quartas - Norte, Sul, Leste e Oeste - é uma área uma com grande variedade de terrenos: colinas, vales de rios, pântanos, bosques, brejos, charnecas e chapadas abertas, além de terras cultivadas e aldeias.

Apesar de bem povoado, o Condado não tem cidades de fato, estando a população dispersa por toda a região. O maior povoado, Grã Cava ("Grandes Tocas"), localizado nas Colinas Brancas da Quarta Oeste, serve como sede do que pode-se chamar de governo entre os hobbits. Abriga a casa do Prefeito, bem como o quartel-general e a sede dos Condestáveis, dos Fronteiros e do Correio. Grã Cava também inclui a Casa-Mathom, o museu do Condado, e é o local onde se realiza a Feira Livre, a cada sete anos. Uma vila de bom tamanho, o que já é incomum no Condado, é tão extensa quanto as tocas que lhe dão o nome.

A maioria dos outros grande centros populacionais deve seu tamanho ao fato de abrigar uma grande e próspera família, como os Grandes Smials, em Tuqueburgo. Os Tûks vivem em Grande Smials enquanto Tuqueburgo propriamente dita é largamente habitada por servos e trabalhadores empregados pos eles, ou deles dependentes de alguma forma. De modo similar, a Sede do Brandevin, na Terra dos Buques, é o lar do clã Brandebuque, enquanto a Terra dos Buques serve para abrigar seus amigos, dependentes, lacaios e parentes mais afastados. A maioria das aldeias que pontuam a paisagem abriga apenas uma ou duas centenas de hobbits. A grande festa de aniversário de Bilbo, com seus 144 convidados, incluiu virtualmente todos que viviam na Vila dos Hobbits e vizinhanças, uma vez somados os cozinheiros, serviçais e outros empregados da festa.

Além de sua exclusiva arquitetura nativa, existem poucos pontos de interesse para um estranho de passagem, exceto talvez pela Pedra das Três Quartas, quase no centro do Condado, logo a sudeste do Beirágua.
Governo
Thain do Condado:
Paladin Tûk II
Prefeito do Condado:
Will Whitfoot

População
Somente hobbits.

Língua
Westron.

Clima
Inverno temperado, verão moderado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:42 am

B R I



Localizada na encruzilhada entre a Estrada Norte (o Caminho Verde, que leva de Therbad a Fornost Erain) e a Grande Estrada do Leste (que segue de Mithlond às Montanhas Sombrias), Bri ergue-se nas encostas da Colina Bri. Compreende cerca de cem casas de homens, feitas de pedras firmes, e algumas residências de hobbits, geralmente escavadas diretamente na própria Colina. Uma sólida cerca viva e um fosso, com um portão de cada lado para a passagem da Grande Estrada do Leste, protege-a do perigo.

Outrora um lugar importante, nos dias do reino do Norte, Bri decaiu até se transformar numa pequena e apática cidade, no final da Terceira Era. Nessa época, era mais conhecida entre os viajantes como o local da Estalagem do Pônei Saltitante, dirigida pelo inestimável Cevado Carrapicho, e tendo como principal atração uma das melhores comidas e cervejas entre as Montanhas e o Mar. No início da Quarta Era, com os planos de restauração do Reino de Arnor e da segunda fundação de Fornost Erain, como a capital setentrional do rei Elessar, Bri possivelmente florescerá mais uma vez.
População
Humanos, alguns hobbits.

Língua
Westron.

Clima
Inverno temperado, verão moderado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:44 am

I M L A D R I S



Fundada por Elrond na Segunda Era, Imladris, também conhecida como Valfenda ou a Última Casa Amiga, é um refúgio para elfos e amigos-dos-elfos. Construída depois da queda de Eregion, tornou-se o lar dos poucos ferreiros élficos sobreviventes que possuíam algo do saber de Fëanor e Celebrinbor. Esses mesmos ferreiros forjaram novamente os fragmentos da espada de Elendil para Aragorn, no início da Guerra do Anel.

Com a morte de Gil-galad e o desaparecimento de seu reino, Imladris tornou-se uma parada bem vinda para os Grupos Errantes de elfos que já não tinham mais uma morada permanente. Muitos elfos da Floresta das Trevas (atual Eryn Lasgalen), ou de mais além no leste, decididos a atender o chamado do Mar, paravam em Imladris em seu caminho dos Portos Cinzentos, para recordar seu passado na Terra Média e aprender mais sobre o que os aguardava no além-Mar. Depois da destruição do reino do norte, Elrond acolheu em sua própria casa os herdeiros de Isildur e seu povo, e fez-se sucessivamente pai adotivo de cada um dos líderes dos dúnedain - seus parentes distantes.

Um reino escondido, Imladris era muito difícil de encontrar, exceto para os que Elrond desejasse que o encontrasse. Esta proteção era em parte física - pois foi construído no interior de um vale profundo, e em parte em função da poderosa magia do Senhor Élfico. Bem pequeno para um "reino", é constituído por uma casa principal, com suas alas distantes que encerram bibliotecas, salões de banquete e quartos de dormir, mais alguns anexos, alpendres e jardins. No entanto, seu poder não deve ser medido por seu tamanho. Poucos locais na Terra Média havia onde tantos dentre os Sábios se reunissem com tanta freqüência, ou que abertamente acolhesse todos os amigos-dos-elfos e aliados do Oeste. Além disso, Imladris é um local de grande sabedoria. Os rolos de pergaminho, os livros e as lembranças que existem lá podem falar de muito do que existiu na Terra Média: a história da Primeira e Segunda Eras, as lendas por trás dos feitos da Guerra do Anel e muito mais.

Após a Guerra, a maioria dos elfos de Imladris deixou a Terra Média, seguindo Elrond em sua viagem para o além-Mar. No entanto, Elrohir e Elladan, filhos de Elrond, optaram por permanecer em Endor mais um pouco, mantendo a Casa em Imladris como um refúgio, uma estalagem e uma casa de saber, e ajudando o Rei Elessar a reconstruir o reino do Norte. Alguns elfos fiéis aos gêmeos ainda permanecem em Imladris, mas alguns destes também planejam partir em breve.

Governo:
Senhores de Imladris:
Elladan e Elrohir

População:
Elfos sindar, alguns elfos silvestres, poucos noldor. Eventualmente, alguns homens, hobbits e anões amigos-dos-elfos.

Língua
Sindarin.

Clima
Inverno moderado, verão moderado (não natural).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:51 am

R H O V A N I O N



Rhovanion, também conhecida como "Terras Ermas", é uma região a leste das Montanhas Sombrias e a norte de Mordor, que se estende até as Montanhas Cinzentas ao norte e a leste até o Rubrágua, rio que marca o limite de Rhûn.

Clima
Inverno frio, verão moderado (norte) ou quente (sul).


MONTANHAS SOMBRIAS

Esta alta cordilheira, a maior dentre as remanescentes na Terra Média, percorre quase 1300 quilômetros de norte a sul, desde o norte longínquo até o Desfiladeiro de Rohan. Abrangendo pelo menos duas moradas ancestrais dos anões - Gundabad (agora um reduto de orcs) e Khazad-dûm, há tempos foram ocupadas também por outro povos: as Grandes Águias, trolls, orcs e muitos outros animais estranhos e terríveis, dos quais o Vigia na Água é apenas um exemplo.

Existem pouco passos por sobre as Montanhas Sombrias. Os caminhos mais confiáveis são o Passo Alto, que liga a Grande Estrada do Leste (altura de Valfenda) à Velha Estrada da Floresta (que corta Eryn Lasgalen); e o Passo do Chifre Vermelho, perto de Eregion e de Moria. Ambos, no entanto, tornam-se rapidamnete intransponíveis no início do inverno. A maioria dos viajantes prefere contornar as Montanhas Sombrias através do Desfiladeiro de Rohan ao invés de se arriscar nas alturas.


ERYN LASGALEN

Eryn Lasgalen é o novo nome escolhido por Celeborn e Thranduil para a Floresta das Trevas. Eryn Lasgalen é um dos últimos redutos dos elfos na Terra Média; sindar e elfos silvestres ainda vivem no Reino da Floresta governado por Thranduil, no norte. A porção central da Floresta foi doada pelo Rei Elessar aos beornings, homens capazes de se transformar em ursos. No sul, as ruínas de Dol Guldul - agora uma região deserta - ainda são evitadas por muitos, que as consideram sinistras e agourentas.

A maior das florestas do mundo setentrional, Eryn Lasgalen domina o coração de Rhovanion. Para muitos que vivem próximos a seus confins, representa o próprio espírito das Terras Ermas. Com mais de 640 quilômetros de comprimento e 320 quilômetros ou mais em sua maior largura, é atravessada apenas pela Velha Estrada da Floresta. A floresta encerra muitos riachos e pequenos rios, trilhas incertas e sinuosas, grutas e ravinas estranhas, clareiras insólitas, e as sombrias Montanhas de Eryn Lasgalen.

Conhecida outrora como a Grande Floresta Verde, e posteriormente como Floresta das Trevas, Eryn Lasgalen tornou-se um lugar de horror e infortúnio no início da Terceira Era, quando o Necromante (Sauron) ergueu Dol Guldur, ao sul, e a tomou como morada. Seus orcs, trolls e outras criaturas terríveis, atraídas por sua maldade (como as aranhas gigantes), tornaram difícil a vida dos elfos da Floresta do reino de Thranduil, no norte, bem como a dos homens da Floresta, que viviam em quase toda a sua extensão, e também ao redor dela. Muitos deles fugiram logo, deixando apenas os mais valorosos - que incluíam as forças de Thranduil, para fazer oposição à maldade do Necromante.

Durante todo o resto da Terceira Era, a maioria das pessoas afastou-se completamente de Eryn Lasgalen (na época Floresta das Trevas), e apenas os mais desesperados ou ousados caminhavam sob seu frondoso dossel. Durante a Guerra do Anel, as forças de Dol Goldur atacaram Lothlórien três vezes, mas foram repelidas.

Depois disso, Celeborn e Galadriel foram à fortaleza de Dol Guldur e a lançaram por terra, expondo seus fossos e masmorras à purificadora luz do sol. Celeborn e Thranduil, então, rebatizaram-na como Eryn Lasgalen, a Floresta das Folhas Verdes, e o sul da região passou a ser conhecido como Lórien Oriental.
O Reino da Floresta

Localizado no norte de Eryn Lasgalen, o reino dos elfos da Floresta é difícil de se encontrar, a não ser para os próprios elfos. Embora vagueiem livremente pelos bosques, muitos quilômetros em todas as direções, os elfos vivem em grandes cavernas subterrâneas, uma fortaleza natural que eles reforçaram ao bloquear todas as entradas com portas imensas. Guerreiam incessantemente com as aranhas gigantes e os orcs que tornam a floresta tão perigosa, mas também encontram alggum tempo para se divertirem com caçadas, banquetes e música. Seu soberano, Thranduil, o Rei Élfico - um descendente de Thingol Capa-Cinzenta, pai de Lúthien, é um elfo sábio e poderoso. Embora desconfie dos forasteiros (particularmente dos anões), é bom e generosos para com aliados e amigos.

O reino de Thranduil encolheu lentamente durante a maior parte da Terceira Era, devido à gradual ascenção da Sombra, a partir de Dol Guldur. Perto do fim da Era, graças à Batalha dos Cinco Exércitos e ao fortalecimento dos vínculos com os homens da Cidade do Lago e de Valle, bem como com os anões do restaurado Reino sob a Montanha, seu poder aumentou mais uma vez. Ao final da Terceira Era, Eryns Lasgalen foi purificada e Thranduil tomou toda a metade setentrional como seu reino. Além disso, seu filho Legolas liderou muitos elfos em direção ao sul, para Ithilien, e criou vínculos entre Gondor e os elfos da Floresta.
Governo
Rei dos Elfos da Floresta:
Thranduil

População
Elfos sindar e silvestres no norte e humanos (beornings) na região central, orcs, trolls, aranhas gigantes e outras criaturas.

Língua
Silvestre (elfos), westron (humanos).


VALES DO ANDUIN

O amplo vale do Anduin, que corre desde o norte distante, passando por Gondor até a Baía de Belfalas, encerra muitas e ricas terras de alivião, perfeitas para a lavoura e o pastoreio. Alguns de seus habitantes - em sua maioria Homens Médios, como os beornings e os povos aparentados dos rohirrim, preferem a caça (principalmente do cervo ou aves aquáticas) e a pesca. Os beornings, por sua vez, são apicultores e padeiros renomados. Em alguns lugares, os Vales são lugar a prados cobertos de flores do campo, amoreiras pretas ou gramíneas altas, enquanto áreas mais úmidas como os Campos de Lis são pantanosas, repletas de juncos e íris.

Os Vales abrigam muitos homens, a população mais significativa do Povo Médio no final da Terceira Era e início da Quarta. Inclui os homens da Floresta (parentes próximos dos homens de Esgaroth e Valle), ao longo da orla de Eryn Lasgalen, e os beornings, ao redor de Carrocha, do Velho Vau e do Passo Alto. Alguns séculos antes, incluía também os Eorlings, antes deles se deslocarem para o sul e se tornarem os rohirrim. Alguns povos aparentados a eles ainda vivem nos Vales. Numa certa época, hobbits também viviam perto dos Campos de Lis.

Por estarem, em vários pontos, tão próximos das Montanhas Sombrias, de Eryn Lasgalen, do Leste e dos rincões ocidentais de Mordor, os Vales do Anduin eram com freqüência alvo de ataques de orcs, invasões dos orientais, e outros contratempos. Apesar disso, nenhuma cidade de fato se desenvolveu. Os homens dos Vales vivem em quintas isoladas ou em pequenas comunidades, reuinindo-se quando necessário para a defesa comum ou outros propósitos semelhantes.
Governo
Nenhum.

População
Humanos (Homens Médios).

Língua
Westron (humanos).




EREBOR, A MONTANHA SOLITÁRIA

O Reino Sob a Montanha foi fundado neste pico isolado pelos anões do povo de Durin, que fizeram dele seu lar depois de fugirem de Moria. Algusn anos mais tarde, o reino fui reduzido quando muitos anões partiram para as Montanhas Cinzentas, depois da descoberta de ricos veios naquela região. Mas os perigos daquelas montanhas frequentadas por dragões por fim tornaram-se demasiados, e os anões retornaram a Erebor. Alguns deles até mesmo mudaram-se para as Colinas de Ferro.

Em seu auge, o Reino sob a Montanha trouxe de volta um pouco do esplendor da perdida Khazad-dûm, com seus grandes salões e túneis sem fim. O rei Thrór governava não apenas os anões que viviam no interior da montanhas, mas dominava também as cidades dos homens das proximidades - Esgaroth e Valle. No fim, entretanto, a própria glória foi a perdição de Erebor. Smaug, o Dourado, o maior dos dragões de Ered Mithrin, atraído pelos rumores sobre as riquezas de Erebor, saqueou o Reino e as terras circundantes, chacinou os anões e fez dos salões seu covil. Os poucos sobreviventes abandonaram sue lar e retiraram-se ou para as Colinas de Ferro ou para as Montanhas Azuis.

Por quase 200 anos, Erebor manteve-se desolada, as terras ao seu redor reduzidas a ermos. Finalmente, entretanto, com a ajuda de Biolbo Bolseiro, o hobbit, o Reino sob a Montanha foi reestabelecido e, mais uma vez, tornou-se o lar do povo de Durin. Sob o reinado de Dáin Pé-de-Ferro, Erebor prosperou e forjou alianças com Esgaroth, com os elfos da Floresta, e com a restaurada cidade de Valle. A valente defesa do Rei Dáin permitiu que a montanha sobrevivesse ao pior que Sauron conseguiu lançar contra ele durante a Guerra do Anel e, apesar do próprio Dáin ter perecido, seu reino floresce no início da Quarta Era. Anões de Erebor, liderados por Gimli, filho de Glóin, forjaram novos portões para Minas Tirith, e estão criando muitas obras grandiosas para o Rei Elessar.
Governo
Rei sob a Montanha:
Thorin III Elmo-de-Pedra

População
Anões.

Língua
Khuzudûl.


ESAGAROTH

Esgaroth, ou Cidade do Lago, é apenas a mais recente das diversas cidades construídas em plataformas sobre as águas ocidentais do Lago Comprido. A plataforma ajuda a cidade a se defender de ataques de wargs e orcs, pois os moradores sempre podem cortar a ponte que liga a plataforma à praia e isolar-se quando encontram-se em perigo. Se uma catástrofe, como um incêndio ou o ataque de um dragão acontecer, os sobreviventes podem simplesmente construir uma nova Cidade do Lago ali perto.

Os homens do Lago são grandes mercadores, que se aventuram, a oeste, até o lar dos elfos da Floresta, Rio da Floresta acima, e ao sul e a leste, descendo o Rio Corrente até Dorwinion, e subindo o Rubrágua até as minas dos anões nas Colinas de Ferro. São também pescadores habilidosos e mantêm campos nas praias do Lago Comprido para cultivo de cereais e verduras. Um Senhor, eleito por voto popular, lidera o conselho que governa a cidade, constituído por mestres das guildas, mercadores e outras pessoas proeminentes.
Governo
Senhor de Esgaroth


População
Humanos (Homens Médios).

Língua
Westron.




VALLE

Em contraste com Esgaroth, os homens de Valle não costumam ser viajantes nem barqueiros, e sim artífices ou fazendeiros (apesar de realmente manterem um comércio forte, que algumas vezes chega a Gondor, ao sul). Valle existe juntamente com o Reino sob a Montanha. Os homens de Valle cultivam alimentos e creiam animais para vender aos anões que, em troca, abastecem-nos com artigos de metal de que eles tanto precisam e ensinam àqueles com talento e vocação alguns dos segredos de sua arte. Os artífices de Valle chegam a superar as habilidades dos anões em uma arte: o artesanato em madeira. Um Rei governa Valle e áreas rurais circundantes (com exceção da própria montanha). Ele também exerce grande influência sobre Esgaroth.

Valle ficava tão perto da Montanha Solitária que, uma vez destruído o reino de Thrór, Valle também foi condenada. entretanto, restaurado o Reino sob a Montanha, Valle também o foi, pelas mãos do Rei Bard, o matador de dragões. Invadida durante a Guerra do Anel, quando as forças de Sauron mataram o Rei Brand, seu povo buscou refúgio nos salões dos anões. A maioria sobreviveu e rapidamente reparou os danos provocados por orcs e homens malignos. Atualmente, Valle participa da prosperidade geral da Quarta Era, estendendo seu território para o sul, o leste e o oeste.
Governo
Rei de Valle:
Bard II

População
Humanos (Homens Médios).

Língua
Westron.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:53 am

L O T H L Ó R I E N



A história de Lórien começa antes de Celeborn e Galadriel chegarem à floresta. Os habitantes originais de Lórien eram os elfos silvestres, descendentes dos elfos lindarin que, liderados por Dân, abandonaram a viagem para Valinor e nunca chegaram ao Oeste, parando antes mesmo de atravessar as Montanhas. Esses elfos eram conhecidos como Teleri Moriquendi e, posteriormente, como Nandor.

Pequena se comparada a Eryn Lasgalen ou a Fangorn - tem apenas cerca de 6200 quilômetros quadrados, Lórien foi, todavia, uma grande floresta, como nenhuma outra da Terra Média. Apenas ali cresciam as árvores mallorn e, de muitas maneiras, Lothlórien ("Terra da Flor do Sonho") lembrava mais a desaparecida Primeira Era e a distante Eldamar do que o mundo mortal. Ali, o tempo às vezes parecia fluir de maneira estranha, durante o período em que perdurou o poder de Galadriel, e ela também era capaz de proteger a terra com o poder de seu Anel (Nenya, o Anel da Água). Invasores indesejáveis achavam difícil de perigoso chegar ao coração da floresta.

Do lado de fora, Lórien parecia simplesmente uma adorável e desabitada floresta de árvores graciosas. Mas adentrá-la era entrar num outro mundo. Apesar de viveram ali há milhares de anos, os elfos deixaram poucas marcas de sua presença. Escondidos nas profundezas da floresta, onde as árvores era enormes, o povo de Lórien (em sua maioria elfos silvestres, mas outros também) vivia nas alturas dos galhos da árvores, em grandes plataformas de madeira conhecidas como flets ou telain. Também nas profundezas da floresta encontravam-se muitas colinas e clareiras cobertas de relva, Lórien era inteiramente diferente de Fangorn, da Floresta Velha e da Floresta das Trevas, no sentido em que a floresta era clara e limpa, e não escura e sombreada, mesmo nos lugares onde as árvores eram de grande tamanho.

A principal cidade élfica de Lórien era Caras Galadhon. Localizada num grande espaço aberto no Naith (o "Gomo", região no formado de ponta de lança que se estende entre o veio de Prata e o Anduin), Caras Galadhon era uma grande área circular, gramada e sem árvores, cercada por um fosso profundo. Lá erguia-se a uma enorme altura uma muralha verde, circundado uma colina coberta de mallorns indescritivelmente altos. Nas numerosas camadas de galhos dos mallorns e por entre as folhas que sempre se agitavam brilhavam incontáveis luzes, verdes, douradas e prateadas. Caras Galadhon era uma fortaleza, contanto com numerosos flets, mas apenas uma pequena porção dos elfos de Lórien viviam dentro de suas muralhas. Por volta de toda a cidade, percorrendo a borda externa do fosso, havia uma estrada pavimentada com pedras brancas, que levava à entrada da cidade. A entrada abria-se para o Sul, no entanto, os portões voltavam-se para o Sudoeste, construídos entre as duas extremidades da muralha, que se sobrepunham neste ponto. Resistentes e altos, os portões eram munidos de muitas lamparinas.

Com a partida da Senhora Galadriel, Lórien foi abandonada, seu povo deixou a Terra Média para acompanhar sua senhora, ou retirou-se com Celeborn para Eryn Lasgalen. Na Quarta Era, Lórien continua bela, porém tornou-se uma região triste e desabitada.
Governo
Nenhum.

População
Poucos elfos silvestres e sindar.

Língua
Silvestre.

Clima
Inverno moderado, verão moderado (não natural).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:54 am

M O R I A



Fundada por Durin em tempos imemoriais, Khazad-dûm foi o maior dos palácios ancestrais dos anões. Durante milênios foi uma das maiores maravilhas do mundo setentrional. Durante a Primeira e a Segunda Eras, o povo de Durin escavou, explorou minas e construiu abaixo de três pujantes picos nas Montanhas Sombrias do sul: Barazinbar (Caradhras, ou o Chifre Vermelho), Ziragkzigil (Celebdil, ou Pico de Prata) e Bundushathûr (Fanuidhol, ou Monte Cabeça de Nuvem). Seus salões acabaram se estendendo por todo o caminho desde o Vale do Riacho Escuro, o povoamento original no lado leste das Montanhas Sombrias, através das montanhas, até os limites de Eregion. O resultado foi uma vasta cidade subterrênea, com cerca de 65 quilômetros de largura e 113 quilômetros de comprimento, e uma infinidade de níveis, com imensos corredores, salões e câmaras.

Embora os elfos a chamassem de Moria, o "Abismo Negro", ela era tomada por lamparinas e pelo barulho dos anões trabalhando. Entre suas maravilhas estavam a Ponte de Durin - uma passarela estreita sobre um vasto abismo, junto ao Portão Leste - e a Escada Interminável, que elevava da mais profunda masmorra até a câmara de observação no oco do pico de Zirakzigil, conhecido como Torre de Durin. E, é claro, havia muitas câmaras habitadas, oficinas, dispensas, forjas, salas de exposição, bibliotecas, cartórios, mausoléus, tumbas reais, salões nobres, tesourarias, salas de guarda, poços, nascentes, e um número inacreditável de escadas.

Khazad-dûm resistiu a mais de 5000 anos de ocupação ininterrupta, sobrevivendo até mesmo à convulsão do mundo antigo, no final da Primeira Era, e aos Anos Escuros, quando Sauron invadiu virtualmente todo o Oeste da Terra Média, na Segunda Era. Foi finalmente destruída de dentro para fora quando os anões cavaram fundo demais em busca de mithril, a base de seu poder e de sua prosperidade.

Eles libertaram um Balrog de Morgoth que havia se refugiado lá desde a ruína de seu mestre. Em um ano, o Balrog matou o Rei Durin VI, depois seu sucessor, Rei Náin, e causou tamanha devastação que os anões jamais se recuperaram. Os desesperados sobreviventes foram forçados a abandonar o antigo lar e as tumbas de seus ancestrais e fugir. Khazad-dûn tornou-se reduto de orcs, trolls e outras criaturas malignas.

Posteriormente, na Terceira Era, o povo de Durin fez duas tentativas de retornar a Moria. A primeira, um esforço absurdo de Thrór, o Velho, levou ao seu assassinato pelo chefe orc Azog e deu início à Guerra dos Anões e dos Orcs. A segunda, empreendida por Balin, filho de Fundin, estabeleceu uma colônia no leste de Moria, mas Balin e seu povo perderam suas vidas nas mãos dos orcs e de outros horrores passados em apenas cinco anos. Durante a Guerra do Anel, a Sociedade, na falta de um outro caminho, decidiu atravessar Moria, onde encontrou muitos orcs e trolls, e finalmente o próprio balrog, a Ruína de Durin. Gandalf, o Cinzento, enfrentou o Balrog, lançou-o por terra e matou-o, mas isso lhe custou a própria vida. Com seu antigo lar agora livre desse grande mal, os anões pretendem em breve reunir suas forças, purificar Khazad-dûn e finalmente reclamá-la.
População
Orcs, trolls e outros seres malignos.

Língua
Dialetos órquicos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 3:56 am

M O R D O R




Uma terra desolada e arruinada, cercada por montanhas agrestes, Mordor foi revindicada por Sauron há muito tempo, no início da Segunda Era. Foi ali, nas chamas de Sammath Naur, no coração de Orodruin, a Montanha da Perdição, que ele forjou o Um Anel. Esse ato levou à Guerra dos Elfos e Sauron, e foi a partir de Mordor que o Senhor do Escuro lançou os ataques que devastaram quase toda a Eriador. Durante os longos anos da Terra Média, toda vez que era derrotado, Sauron se retirava para Mordor, a fim de recuperar sua força. Mesmo quando abandonava-a por algum tempo para se esconder, ele acabava retornando.

Mordor é uma terra desolada e inóspita. Cercada por cadeias montanhosas em três direções - as Ered Lithui (Montanhas de Cinza) ao norte, e as Ephel Dúath (Montanhas da Sombra) ao sul e a oeste, praticamente não recebe chuvas. Do mesmo modo que um deserto de verdade, ela é estéril e sem vida. As cinzas de Orodruin cobrem seus rincões setentrionais e freqüentemente bloqueiam a luz do sol durante dias. A pouca chuva que cai serpenteia pelas planícies áridas, esvaziando-se finalmente no Mar de Núrnen, cujas águas amargas não têm escoadouro.

Grandes ziguezagueiam por Mordor, percorrendo todas as antigas fortalezas, com grandes pontes de estilo númenoriano formando arcos sobre as ravinas e fendas do caminho. Na época da Guerra do Anel, grandes fortalezas protegiam cada uma das entradas do Mordor: Minas Morgul, no Vale Morgul, e sua correspondente, a torre próxima de Cirith Ungol, no topo do amaldiçoado passo de mesmo nome; o grande portão do Morannon, flaqueado pelas Torres dos Dentes, em Cirith Gorgor; e, sem dúvida, outras fortalezas desconhecidas no Oeste, em cada lado do desfiladeiro nas montanhas da fronteira oriental de Mordor. Com exceção do Morannon, que foi construído pelo próprio Sauron, todas essas fortalezas foram construídas pelos dúnedain de Gondor, usando a técnica númenoriana de sobreposição de pedras imensas sem o uso de argamassa. Com o terremoto que marcou a morte de Sauron, no fim da Guerra do Anel, essas fortelezas foram todas destruídas. Hoje, restam apenas ruínas escuras e sinistras.

Não existem povos nativos de Mordor que sejam do conhecimento dos Sábios, embora, talvez, orcs tenham vivido ali desde os primeiros dias. Muitos deles certamente retornaram para lá depoisa da Guerra do Anel, bem como algumas das outras criaturas que haviam servido a Sauron. Mesmo com a derrota de Barad-dûr, somente os heróis mais corajosos, poderosos ou tolos se atreveriam a entrar na Terra Negra. Ninguém sabe os males que ainda podem se esconder por lá.

Governo:
Nenhum.

População:
Orcs, trolls, wargs, lobisomens, alguns humanos malignos e sabe-se lá mais o quê. Shelob (Laracna) ainda assombra o passo de Cirith Ungol.
Línguas
Dialetos órquicos, língua negra.

Clima
Semi-árido (Nurn) e árido (Gorgoroth).
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Kirah
Admin- Clã das Sombras
Admin- Clã das Sombras


Feminino
Número de Mensagens : 62
Data de inscrição : 03/09/2008

MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Dom Set 07, 2008 4:00 am

H A R A D




Harad ("o Sul") é o nome que os Povos Livres do Oeste dão às terras ao sul de Gondor e Mordor. Estas terras são habitadas pelos haradrim, homens muito diferentes dos homens do Oeste, ou até mesmo de seus parentes mais próximos, os orientais. Têm pele escura, que varia do pardo escuro ao quase negro. Nos desertos, planícies e selvas do Sul, eles estabeleceram muitos reinos fortes e altivos, com exércitos bravios de guerreiros armados com cimitarras e de possantes mûmakil. Apesar de alguns deles serem bárbaros e cruéis, outros possuem tradições, costumes e reinos antigos que eles não considerariam diferentes daqueles da Terra Média.

Os haradrim, ou sulistas, são inimigos de Gondor e aliados de Mordor há muito tempo, e combateram muitas vezes os decendentes dos númenorianos. Nos intervalos de paz, um pouco de comércio percorre a Estrada de Harad, enriquecendo as duas terras, mas, na melhor das hipóteses, é pouco freqüente.

Muitos haradrim serviram aos exércitos de Sauron na Guerra do Anel. Um de seus maiores líderes foi morto pelo rei Théoden de Rohan na Batalha dos Campos de Pelennor. Os que sobreviveram ao desastre final na Batalha do Portão Negro lutaram para abandonar o campo e recuaram. Os poucos que conseguiram voltar para as suas terras natais incitaram a oposição ao rei Elessar durante muitos anos ainda. Por outro lado, os que se renderam foram perdoados, retornaram antes e, em sua maioria, aconselharam a paz com Gondor ao invés da oposição a um rei tão poderoso.

População:
Humanos (haradrim, númenorianos negros).

Línguas
Haradaico (haradrim, númenorianos negros) e adûnaico (númenorianos negros).

Clima
Inverno moderado, verão quente e seco no oeste; semi-árido no leste.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://lostworld.rpg-guild.org
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Locais em Endor   Hoje à(s) 9:14 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Locais em Endor
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Exemplos para Torneio
» Destinos póstumos de uma não-vida (Crônica Oficial)
» Leen Endor - Caitiff - Independente
» [KONOHA] Mapa interno/externo
» ? Regras Universais

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
lostworld :: História :: História, regras, tramas, localidades.-
Ir para: